Descrição

Detalhes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 Saltar para a navegaçãoSaltar para a pesquisa

Watch Dogs
Desenvolvedora(s) Ubisoft Montreal
Publicadora(s) Ubisoft
Diretor(es) Jonathan Morin[3]
Produtor(es) Dominic Guay[3]
Designer(s) Danny Belanger[3]
Escritor(es) Kevin Shortt[4]
Compositor(es) Brian Reitzell
Peter Connelly
Motor Disrupt[5][6]
Havok Physics[7]
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 3
PlayStation 4
Wii U
Xbox 360[8]
Xbox One[9]
Data(s) de lançamento Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 & Xbox One
27 de Maio de 2014[10]

Wii U
20 de Novembro de 2014[11]

Gênero(s) Ação-aventura
Modos de jogo Um jogadormultijogador
 
Watch Dogs 2

Watch Dogs (estilizado como WATCH_DOGS) é um jogo eletrônico de ação e aventura do gênero sandbox desenvolvido pelo estúdio Ubisoft Montreal. Revelado na conferência de imprensa da Ubisoftdurante o evento E3 de 2013 e originalmente planejado para novembro de 2014, Watch Dogs foi lançado mundialmente no dia 27 de maio de 2014 para as plataformas WindowsPlayStation 3, PlayStation 4,6 Xbox 2 Scarllet e Xbox One.[10] A versão para Wii U foi lançada em novembro de 2014.[11]

Watch Dogs é jogado numa perspectiva em terceira pessoa e o mapa pode ser percorrido a pé ou em um veículo. A história é contada numa versão fictícia da cidade de Chicago, que inclui a sua zona urbana, os campos em redor e os bairros pobres. Baseado nos temas de cibersegurança, em Watch Dogs o jogador controla Aiden Pearce, um hacker "grey hat" altamente qualificado, descrito como uma pessoa que usa tão bem os "punhos como a inteligência", muito hábil na capacidade de se infiltrar em sistemas eletrônicos, e deste modo penetrar no ctOS, um sistema centralizado todo ligado em rede, que coordena a hiper-controlada cidade de Chicago. A história segue os esforços de Aiden na procura de vingança depois da morte acidental da sua sobrinha. Um modo multijogador online também está incluído, permitindo até oito jogadores participarem em jogos tanto cooperativos como competitivos no mesmo mapa do modo história.

Na altura do seu lançamento, Watch Dogs recebeu no geral análise positivas. Foi particularmente elogiado no que toca aos elementos de hacking, a variedade das missões e o multijogador online. O enredo e as personagens tiveram uma recepção variada, no entanto, as criticas recaíram mais por o jogo não acrescentar nada de novo ao género para além de ter muitos elementos em comum com outras séries também produzidas pela Ubisoft Montreal. De acordo com o site de criticas agregadas Metacritic, o jogo recebeu uma pontuação média de 82/100, 81/100 e 79/100 para PlayStation 4, Microsoft Windows e Xbox One, respectivamente. No GameRankingsWatch Dogs conseguiu uma média de 82,70% para PlayStation 4, 77,40% para Microsoft Windows e 79,37% para Xbox One.

Um sucesso comercial, uma semana após o seu lançamento, Watch Dogs já tinha vendido mais de 4 milhões de cópias fazendo do jogo a nova propriedade intelectual mais vendida de sempre durante esse período. Devido às demonstrações nas E3 2012 e 2013, Watch Dogs recebeu um combinado de mais de 173 prémios e nomeações, incluindo três prémios e quatro nomeações dos Game Critics Awards. Foi seguido por uma sequela, Watch Dogs 2, em novembro de 2016.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Como Aiden Pearce, os jogadores podem usar o seu smartphone e obter inúmeras informações do local e das pessoas que o rodeiam.

Watch Dogs é um jogo de vídeo em mundo aberto, no qual os jogadores, numa perspectiva de terceira pessoa, controlam um homem chamado Aiden Pearce,[12][13]que consegue se infiltrar (hacking) em vários dispositivos eletrónicos ligados ao Sistema Operacional Central da cidade (CtOS), permitindo ao jogador usar diferentes métodos para resolver numerosos objetivos.[12][14] Os exemplos incluem invadir os telefones das pessoas para obter dados bancários e roubar fundos, provocar avarias em equipamentos para distrair os outros personagens e alterar os semáforos do transito para causar colisões. Tudo isso com a ajuda de um celular (smartphone) muito avançado. O jogo também inclui um grande arsenal de armas incluindo pistolas, metralhadoras, espingardas, escopetas e um bastão retrátil.[12][15]

Os jogadores também podem receber informações sobre os civis através de feeds de realidade aumentada, proporcionando ao jogador informações sobre demografia, saúde e comportamentos. Objetivos que foram expostos em apresentações incluem encontrar alvos específicos para matar, fugir da polícia e seguir potenciais vítimas, a fim de impedir aqueles que seriam os seus assassinos. O combate utiliza uma combinação de componentes stealth e parkour, junto com a mecânica uma cobertura baseada em jogos de tiro na terceira pessoa.[12][15]

A mecânica central de Watch Dogs é o hacking.[16] Hacking é uma das mais importantes características do jogo, central tanto na jogabilidade como no enredo. Aiden Pearce, o protagonista do jogo, tem um smartphone com várias aplicações capazes de se infiltrar na maior parte da infraestrutura de Chicago. Devido ao facto de que a interpretação de Chicago em Watch Dogs é governada inteiramente pelo Sistema Operacional Central (ctOS), Aiden Pearce tem o poder de aceder remotamente e assim interagir com o ambiente - como semáforos, canos de vapor, bloqueios de estrada, pontes, caixas de fusíveis, e até com as luzes da cidade, etc. Aiden pode usar isto para sua vantagem em situações de combate para eliminar oponentes, criar diversões ou coberturas e esconder-se. Também pode usar como forma de infiltração furtiva. É dito que o seu telefone é capaz de mais de 100 hacks.[17]

Através de uma aplicação, Aiden Pearce consegue ter acesso à informação dos cidadão da cidade de Chicago. O smartphone está ligado à base de dados da população do ctOS, e assim pode aceder por exemplo à idade, ocupação, bem como outros factos pessoais. Pearce também consegue ler mensagens de texto e ouvir conversas entre as pessoas, conseguindo com isso desbloquear missões. Esta característica foi desenhada para tornar o mundo de Watch Dogs mais vivo e real, dando profundidade à cidade e à sua população. Adicionalmente, o smartphone de Pearce está constantemente ligado ao sistema de prevenção de crimes do ctOS, uma ferramenta fictícia originalmente desenhada para a Policia de Chicago. Esta ferramenta notifica o jogador de quando poderá ocorrer um crime na zona onde está, dando-lhe a chance de intervir e evitar o crime. Tal contribui para a persona justiceira de Pearce.

Multijogador[editar | editar código-fonte]

O jogo tem um elemento de multijogador online. Uma das experiências "multijogador" é uma interacção entre dois personagens em que um deles entra na história do outro secretamente. Ao primeiro jogador (aquele que entra no mundo do outro jogador) é lhe informado que tem de encontrar o segundo jogador (que inicialmente desconhece que tem outro humano no seu jogo - não são dadas nenhumas notificações). Assim que o primeiro jogador encontra o segundo o objectivo é atualizado. O objectivo do primeiro jogador pode ser por exemplo infiltrar-se no smartphone do segundo, tendo para isso que estar a uma certa distancia mínima. Quando o segundo jogador se apercebe que está a ser "invadido", pode tentar matar o primeiro jogador ou fugir para alcançar uma distância suficientemente segura, impossibilitando assim que o primeiro jogador invada o seu telemóvel.[15]

Jonathan Morin, director criativo de Watch Dogs, confirmou via Twitter, que o jogo tem um modo multijogador online até oito jogadores,[18] similar a Grand Theft Auto V, em que os jogadores podem andar livremente pelo mapa (free-roam).[19] O jogo também tem vários modos competitivos incluindo CTOS Mobile Challenge, Online Hacking, Decryption e um modo de corrida.[20][nota 1] Em adição, ficou disponível uma aplicação móvel para smartphones e tablets que permite que o jogador faça uma série de acções como desafiar outros jogadores ou usar hacks para criar armadilhas.[22]

Enredo[editar | editar código-fonte]

O argumento de Watch Dogs é construído em volta do conceito de crimes de informação, interligação de dados e o aumento do uso de tecnologia em todo o mundo — lançado a questão de quem exactamente controla os computadores. Chicago, Illinois, é uma das muitas cidades que têm um supercomputador conhecido como "ctOS" (Sistema Operacional Central).[23] O sistema controla quase todos os aparelhos tecnológicos da cidade e contém informação de todos os residentes bem como de todas as actividades e pode ser usado para vários fins. No universo do jogo, o apagão que ocorreu nos Estados Unidos e no Canadá em 2003 foi causado por um hacker, levando desse modo à criação do ctOS.[24]

A história segue um homem chamado Aiden Pearce (voz de Noam Jenkins), um hacker "grey hat"[25] altamente qualificado, descrito como uma pessoa que usa bem os "punhos e a inteligência."[12][15] Devido a uma "tragédia familiar violenta", Aiden procura fazer a sua própria justiça para com os culpados manipulando o ctOS.[12][23]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Aiden Pearce: É o protagonista do jogo, ele é um hacker altamente qualificado que cresceu nas ruas onde obteve habilidades de combatente. Seu objetivo é achar as pessoas que causaram a morte de sua sobrinha Lena Pearce.

Dermot "Lucky" Quinn: Ele é o grande chefe da máfia de Chicago denominada "O Club".

Damien Brenks: Ele é um hacker instrutor de Aiden, ele busca descobrir quem foi as pessoas que mandaram ataca-lo em sua casa e o deixou aleijado, que são as mesmas pessoas que causaram a morte de Lena Pearce. Ele pede a ajuda de Aiden para descobrir.

Nicky Pearce: Ela é a irmã de Aiden e mãe de Lena.

Iraq: Ele controla a maior gangue de criminosos de Chicago denominado "Os Viceroys" e trabalha para Lucky Quinn.

Clara Lille: Ela é uma hacker que trabalha para o Dedsec (um grupo secreto de hackers). Ela ajuda Aiden em sua busca de achar as pessoas que causaram a morte de Lena.

Raymond Kenney "T-Bone": Ele é um hacker altamente qualificado que foi um dos responsáveis por criar o ctOS.

Outras Personagens[editar | editar código-fonte]

Jordi Chin, Jackson Pearce, Tobias Frewer, Defalt, Bedbug, Yolanda Mendez, Prefeito Rushmore

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Ubisoft Montreal começou a produzir Watch Dogs em 2010.[28] Jonathan Morin, director criativo da Ubisoft Montreal, fez notar que Watch Dogs está desenhado para "ir além dos limites dos jogos em mundo aberto de hoje", referenciando tanto o uso de informação como ponto do argumento, bem como a possibilidade dos jogadores conseguirem controlar toda a cidade através de mecanismos de infiltração nos sistemas informáticos (hacking).[12]

O jogo foi oficialmente revelado durante a conferencia de imprensa da Ubisoft durante a E3 2012. No entanto uma cópia do video foi acidentalmente colocada no canal YouTube da Ubisoft, acabando por ser removido um pouco antes da apresentação oficial.[29][30] Pouco depois a Ubisoft confirmou que o jogo seria lançado para Microsoft WindowsPlayStation 3 e Xbox 360 e possivelmente para outras plataformas.[31]

O video de apresentação mostra um empregado de bar com uma máscara em forma de cubo, com códigos QR em todos os lados do cubo — que levam a um site de marketing viral, o Dot ConneXion Underground Art installation que é mostrado no video.[12][15]

A 15 de fevereiro de 2013, foi enviada à Kotaku uma imagem promocional do jogo por um empregado da GameStop, juntamente com mais detalhes da história. As fotos sugeriam que Watch Dogs poderia ser editado no Natal de 2013 para "todas as consolas caseiras".[32] A frase "todas as consolas caseiras" e a potencial janela de lançamento, juntamente com afirmações da imprensa que dizem que o jogo é "uma aventura da próxima geração", criou o debate sobre se o jogo sairia para PlayStation 4/nova-Xbox ou na Wii U.[33][34][35] A 19 de fevereiro, vários retalhistas incluindo a AmazonGameStop e a Best Buy listaram a Wii U como uma das versões para pré-reserva.[36]

Durante a conferencia de imprensa da Sony a 20 de fevereiro de 2013, Watch Dogs foi confirmado como titulo da PlayStation 4. Outra demo do jogo foi mostrada durante a conferencia de imprensa. Mais tarde, a versão para Wii U também foi confirmada pela Ubisoft.[8]

Watch Dogs usa um novo motor chamado Disrupt, construído na Ubisoft Montreal especificamente para Watch Dogs.[5][6] A Ubisoft deu prioridade à produção das versões PC e das próximas gerações de Watch Dogs.[37] O produtor Dominic Guay disse que o GamePad da Wii U adapta-se "naturalmente" em Watch Dogs.[38] Alain Coore, director executivo para os territórios EMEA, disse que a empresa espera que Watch Dogs compita com outros jogos de "estilo-aberto", como a serie Grand Theft Autoou Saints Row.[39] Os criadores do jogo trabalharam com a empresa russa Kaspersky Lab, produtora de softwares de segurança para a internet, para tornar o sistema de hacking mais realista.[40] Jonathan Morin, diretor criativo de Watch Dogs, disse via Twitter que o jogo demora cerca de 35 a 40 horas para ser completado, acrescentando que "no entanto para fazer tudo deve demorar quase 100 horas."[41]

Em setembro de 2013 em entrevista ao site Videogamer, o director criativo do jogo Jonathan Morin, disse que Watch Dogs iria correr a 30fps na PlayStation 4 e na Xbox One dizendo que "o mais importante é a estabilidade".[42]

Originalmente planeado para novembro de 2013 e como um titulo de lançamento para PlayStation 4 e Xbox One, foi revelado a 15 de outubro de 2013 pela equipa de produção que o jogo tinha sido adiado para a primavera de 2014 para "que a experiência seja memorável e excepcional".[43]

No inicio de março de 2014 foi confirmada a data de lançamento oficial do jogo, juntamente com um video que contava mais pormenores da história. No entanto, após análises ao video várias publicações e analistas sugeriram que o jogo tinha sofrido um corte na qualidade gráfica quando comparado com o video mostrado inicialmente em 2012.[44][45][46] Depois de terem sido colocados alguns gifs animados em vários fóruns, a Ubisoft respondeu por Tessa Vylin, relações publicas da empresa: "É impossível, é claro que não sofreu um downgrade [...] eu vi o jogo e é incrível [...] é tudo aquilo que a próxima geração deve ser" acrescentando que seria ridículo se a versão final fosse inferior à mostrada na E3.[47] Jonathan Morin, o diretor criativo de Watch Dogs, afirmou numa resposta via Twitter que o jogo não teria uma demonstração, porque "criar uma demo demora tempo, o foco está no jogo."[48]

A 14 de maio de 2014, a Ubisoft anunciou que Watch Dogs tinha entrado na "fase ouro", e oficialmente enviado para fabricação.[49]

 Música[editar | editar código-fonte]

Watch Dogs Original Game Soundtrack
Banda sonora de Brian Reitzell
Lançamento 27 de Maio de 2014
Género(s) Música de videojogos
Duração 43:45
Editora(s) Ubisoft Music

A banda sonora oficial de Watch Dogs foi composta por Brian Reitzell e editada a 27 de maio de 2014.[50][51]

Watch Dogs Soundtrack  
N.ºTítuloDuração  
1. "The Loop"   4:40
2. "Ded Sec"   1:31
3. "Creepy Caller"   1:13
4. "Donovan"   3:45
5. "Revelation Number 3"   2:51
6. "Computer Underground"   3:13
7. "Elevated Trains"   1:25
8. "IP Tracking"   3:28
9. "Vigilante"   8:59
10. "Ghosts of the Past"   3:12
11. "On the Lake"   2:01
12. "Hackers"   6:10
13. "Escape From Chicago"   2:59
Duração total:
43:45  

 Lançamento[editar | editar código-fonte]

Originalmente planeado para novembro de 2013, Watch Dogs foi lançado mundialmente a 27 de maio de 2014 para Microsoft WindowsPlayStation 3PlayStation 4Xbox 360 e Xbox One.[10] A versão Wii U foi editada a 20 de novembro de 2014.[11]

 Edições especiais[editar | editar código-fonte]

Conteúdo da Dedsec Edition.

A 29 de abril de 2013 juntamente com o vídeo promocional "Out of Control", a Ubisoft, para além de revelar a data de lançamento inicial planeada, anunciou várias edições especiais para Watch Dogs:

Dedsec Edition inclui uma figura de 23 cm de Aiden Pearce, uma caixa em metal (steelbook), uma caixa de coleccionador DedSec, um livro de arte de Watch Dogs com ilustrações que inspiraram o jogo, a banda sonora original, um mapa de Chicago, quatro cartas coleccionáveis para "descobrir os icónicos personagens de Watch Dogs através da realidade aumentada", três pins exclusivos e três conteúdos adicionais para usar em-jogo com três missões extra: Palace PackSignature Shot e Breakthrough Pack.[52] A Vigilante Edition inclui uma caixa de coleccionador Vigilante, o chapéu e máscara de Aidence, a banda sonora e um conteúdo adicional para usar em-jogo com uma missão extra: a Palace Pack.[52] A Uplay Exclusive Edition (disponível exclusivamente via website Uplay) inclui uma caixa em metal exclusiva (steelbook) e três conteúdos adicionais para usar em-jogo com três missões extra: Palace PackSignature Shot e Breakthrough Pack.[52] A Special Edition inclui um conteúdo adicional para usar em-jogo com uma missão extra: Breakthrough Pack.[52]

A 18 de julho de 2013 foi anunciada para o mercado norte americano a edição Watch Dogs: Limited Edition para Xbox 360PlayStation 3PCXbox One e PlayStation 4. O pacote inclui uma máscara e a estátua de Aiden Pearce, a banda sonora em CD, um livro de arte, uma caixa de coleccionador e uma cópia do jogo dentro uma caixa em metal (steelbook).[53] À semelhança de outros títulos da empresa, a Ubisoft criou de novo uma parceria com a Sony para incluir conteúdo exclusivo (cerca de 60mns) para as versões PlayStation 3 e PlayStation 4.[54]

 Recepção[editar | editar código-fonte]

Criticas profissionais[editar | editar código-fonte]

[Esconder] Recepção
 
Resenha crítica
PublicaçãoNota
Computer and Video Games 9/10[57]
Destructoid 8/10[58]
Edge 8/10[59]
Electronic Gaming Monthly 7/10[60]
Eurogamer 8/10[61]
GameSpot 8/10[62]
GamesRadar 4 de 5 estrelas.[63]
GameTrailers 8.9/10[64]
Game Informer 8.5/10[65]
GiantBomb 3 de 5 estrelas.[66]
IGN 8.4/10[67]
Omelete 3 de 5 estrelas.[68]
Videogamer 8/10[69]
Avaliações

Nenhuma avaliação até o momento

Queremos saber sua opinião

Produto: Watch Dogs - Jogo - PS3 (Seminovo)

Como você avalia este produto? *

Pontuação global
PublicaçãoNota média
GameRankings (PS4) 82,70%[70]
(PC) 77,40%[71]
(XONE) 79,37%[72]
Metacritic (PS4) 82/100[73]
(PC) 81/100[74]
(XONE) 79/100[75]
 
1
2
3
4
5
Preço
Qualidade

Comentários do Cliente 0 item(s)